Review: American Gods s01e03 – “Head Full of Snow”

american gods banner

American Gods s01e03, ou “Head Full of Snow”, é – até o momento – o episódio menos interessante da temporada de estreia da adaptação do romance de Neil Gaiman. É divertido falar isso e usar bases comparativas em todos os textos, pois ser “menos” está bem longe de representar algo negativo se tratando do resultado incrível apresentado na obra.

Prestes a perder a sua vida, Shadows conversa com uma figura que contesta a sua absoluta falta de fé. “Você não tem nada a perder porque não acredita em nada”, ela diz. Após essa conversa surreal, o nosso herói decide desafiar nosso eterno
“John Abruzzi, John Abruzzi” para mais uma disputa de damas. Só que Shadows vai jogar para vencer e fazer uma barganha ainda mais atrativa para o doido do martelo.

A parte mais comentada dessa semana foi a tal cena de sexo gay. Depois de apresentar uma deusa devoradora de homens e mulheres (carinhosamente chamada de “ppk gulosa”), American Gods coloca em cena uma entidade muçulmana de olhos flamejantes com uma terceira perna de dar inveja no Kid Bengala. Antes, porém, é preciso valorizar toda a construção da sequência de sexo.

Tudo começa com um homem franzino e inseguro se deixando levar pelo tesão no motorista de táxi misterioso. Quando ficam sozinhos no quarto, o homenzinho tira a sua roupa e mostra sua “fragilidade muscular/genética”. Depois aparece o cara de olhos de fogo que o supera em tudo. É a entrega ao mais forte. Ou ao desejo.

O sexo é explícito e pode deixar os mais conservadores desconfortáveis. A televisão norte-americana está evoluindo aos poucos e perdendo seus preconceitos. Ou simplesmente percebendo que é preciso acompanhar o mundo para não ficar pra trás. Os produtores acertaram em cheio misturando poesia e putaria sem soar gratuitos.

Como me senti um tanto humilhado pelo dote do capetão com fogo nos olhos, prefiro eleger o retorno do Mad Sweeney como a melhor coisa desse episódio 3. O leprechaun gigante reaparece vivendo uma série de desventuras que colocam a sua vida em risco. Tudo isso acontece porque deixou a sua moeda da sorte com Shadows e precisa recuperá-la antes de se dar mal.

“Head full of Snow” acaba com a aguardada visita de Laura. Só que desta vez, a esposa infiel de Shadows aparece bem viva e disposta a ter uma DR daquelas com o seu “fofinho”.

PS: Ao contrário do que acontecia com os textos de The Walking Dead e Game of Thrones, existe uma certa impossibilidade técnica de produzir os textos imediatamente. Peço desculpas pela demora na entrega dos reviews da série. 

review american gods s01e03

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.