Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Review: Fear the Walking Dead s01e02 – So Close Yet So Far

O segundo episódio de Fear the Walking Dead eleva o potencial da série com uma história ainda melhor do que a apresentada na estreia.

Review fear-the-walking-dead-s01e02-001

Zumbis são fascinantes. Todos sabemos. Não é a toa que todo ano existem milhares de produtos inspirados nos mortos vivos. Mas o que Fear the Walking Dead está mostrando mais até agora é como nós, os humanos de bem, somos criaturas previsíveis e intrigantes.

- Advertisement -

Em So Close Yet So Far existe uma questão muito atual e interessante sobre o momento atual que vive os Estados Unidos com os conflitos da sociedade com a dita opressão policial. Após um morador de rua ser assassinado por um policial de Los Angeles, a população se revolta e inicia uma grande manifestação. Enquanto a polícia está diante uma situação de risco em que não consegue entender o que está acontecendo com as pessoas, sua preocupação aumenta ao se ver encurralada pela fúria da população buscando vingança.

Com os ânimos exaltados é de se esperar uma grande revolta e atos de vandalismo que acabam por prender Travis, seu filho e ex-esposa, dentro de uma loja. Ou seja, os produtores querem mostrar que mesmo com a maioria de nós agindo como verdadeiros macacos em guerra destruindo e agredindo tudo e todos, ainda existem pessoas de bem capazes de estender a mão para os necessitados.

Enquanto acompanhamos o lado de Travis na história, Madison também precisa desempenhar uma missão. Nick está sofrendo com a abstinência e a Madison parte para a escola em busca de remédios. Lá reencontra o nerd Tobias e temos uma das melhores sequências do episódio, com a dupla procurando suprimentos e fugindo do diretor da escola, que se transformou num zumbi.

Me irrita profundamente o comportamento de Travis e Madison com seus filhos. Ao invés de simplesmente tentarem explicar o que está acontecendo, mantém o silêncio e acabam incentivando atos de “rebeldia”, como Alicia teimando em ficar junto com o namorado que foi mordido por alguém e está ardendo de febre em casa. Inclusive, Alicia fica indignada quando a mãe a impede de sair de casa para impedir que o seu vizinho continue atacando outra vizinha.

Mas é compreensivo. Afinal, como espectadores, nós sabemos exatamente o que está acontecendo. Travis e Madison ainda não parecem ter entendido/aceitado que as coisas nunca mais serão as mesmas. Em resumo, o episódio 2 de Fear the Walking Dead consegue garantir uma excelente história e nos deixar ansiosos pelo próximo episódio.

Comentários