Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Review: Jessica Jones s01e05 – “The Sandwich Saved Me”

Marvel's Jessica Jones

Finalmente!

Depois de quatro episódios jogando apenas breves flashs da relação entre Jessica e Kilgrave, em “The Sandwich Saved Me” descobrimos um pouco mais sobre essa conturbada relação. A trama aborda o plano de Jessica em sequestrar o vilão e conseguir provar a inocência de Hope, além de garantir a sua vingança pessoal.

- Advertisement -

Depois das participações menores nos últimos episódios, Kilgrave aparece como um vilão com carisma para conquistar os telespectadores. Seu sotaque britânico e língua afiada tornam o inimigo extremamente cativante. O primeiro encontro com Jessica acontece por acaso e deixa claro que Kilgrave se entusiasmou com a chance de ter sob seu controle uma pessoa com poderes especiais, ainda que ele tenha debochado da vontade da garota em ajudar as pessoas e “fazer a diferença”. David Tennant consegue transmitir perigo e humor com sua atuação, o que me faz entender o fascínio que os fãs sentem por ele e a série Doctor Who.

Outro ponto interessante abordado no episódio 5 é o flashback que nos leva de volta para os meses em que Jessica ainda não estava certa do que fazer em relação aos seus poderes. O “sanduíche” que batiza o episódio é diretamente conectado a um dos eventos que a fizeram refletir e aceitar que “grandes poderes trazem grandes responsabilidades”.

O mesmo desejo de fazer o bem que fez Jessica iniciar sua trajetória heróica no passado retorna para tentar ajudar seu vizinho viciado em se recuperar. Nem que para isso, ela precise atender aos desejos de um homem cruel e completamente obcecado pela nossa heroína.

Luke Cage permanece em stand by, o que é uma pena. Sua participação acrescenta muito para o desenvolvimento da narrativa.