Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Review: Scream Queens s01e07 – “Beware of Young Girls”

Beware of Young Girls Scream Queens

Well, well.

Parece que Scream Queens encontrou inspiração para recuperar a graça dos primeiros episódios e que não deu as caras nos últimos dois episódios. Parecia que a série havia perdido o seu fôlego e esgotado o estoque de boas piadas e belas referências ao cinema de horror. Felizmente, com o episódio desta semana, descobrimos que existe esperança!

- Advertisement -

A ação envolve as “irmãs” Chanel usando uma tábua de Ouija para se comunicar com a alma da Chanel 2. Ao mesmo tempo a reitora Munsch é presa por causa do assassinato do seu marido. Nisso, uma nova personagem é introduzida (e nós já entendemos que a maioria dos rostinhos novos que surgem na série estão lá apenas para servirem para os desejos sádicos dos roteiristas) e mais uma morte criativa acontece.

Desta vez, Scream Queen faz uma referência mais óbvia a 12 Macacos, de Terry Gilliam, e consegue nos fazer rir com aquilo que oferecia de melhor: os diálogos sem noção. Quando o espírito de Chanel 2 surge para contar sua experiência no inferno e reclama da ausência dos dinossauros (“Disseram que não tinha mais dinossauros lá porque Jesus roubou todos”), o telespectador passa pelo momento de dúvida (“eu ouvi isso?”) para uma intensa gargalhada. É quando apresenta essas coisas de maneira despretensiosa que a série acerta o seu tom.

Jamie Lee Curtis está aparecendo mais como a reitora ninfomaníaca (a sutileza da câmera em mostrar a sua expressão ao ouvir a palavra “orgia” é divertida), mas quem realmente faz a diferença na série é Emma Roberts. Que timing cômico tem essa garota! Ah, claro, Diego Boneta fazendo imitação de Matthew McConaughey o tempo inteiro também é outro show a parte. Já que Pete é um pé no saco, os produtores encontraram uma maneira de tornar o cara aceitável. Isso acontece quando ele está imitando McConaughey.