Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Review: The Flash s02e04 – “The Fury of Firestorm”

Leve, cativante e surpreendente. Para mim, um dos melhores episódios até agora.

Se você ainda não assistiu ao episódio, não leia. Vamos ter spoilers…

 Review The Flash “The Fury of Firestorm”

- Advertisement -

Desde a morte de Ronnie, já era de se esperar que algo sério iria acontecer com o Dr. Stein. Apesar de ter achado engraçado a questão de que ele precisasse de alguém para se “fundir”, no final, tudo se encaixou perfeitamente. Tanto seu novo parceiro, como o desenrolar da carruagem.

O que eu achei um pouco ridículo no episódio foi a construção do vilão, as suas motivações a atacar o novo Nuclear. É o seguinte: no início do episódio fomos apresentados a dois personagens que poderiam se fundir com Dr. Stein: Jax – um jovem, antigo quarteback; e Henry Hewitt, físico e cientista com uma personnalidade forte. Já pode se imaginar o que acontece né? Henry não conseguiu se unir ao Dr. Stein e ficou meio perdido…

Um personagem que vem crescendo desde o começo desta temporada é Iris. No início, vimos que Francine, sua mãe biológica, iria tentar contato com a filha, abandonada há mais de 20 anos. Neste episódio, Iris reencontra sua mãe e dá seu ultimato: não quer contato algum com ela, mesmo Francine alegando estar doente. Iris não demonstrou ser só uma mocinha frágil, mas bastante corajosa pela forma que lidou com a situação.

Eu confesso estar shippando (torcendo) cada vez mais por um romance entre Patty e Barry. A química dos dois é muito visível, sabe? Parece até que os atores sentem alguma atração, haha.

Ah, tava quase me esquecendo de uma trama secundária… um homem tubarão atacando Central City. Mas foi tão secundária, que nem me lembrei, né? No finalzinho do episódio, o tal tubarão ataca o Flash e quem o salva? Dr. Wells… ou seria Eobard Thawne?

Para que o episódio fosse ainda melhor, apostaria numa participação de Jay Garrick (que nem deu as caras).

Comentários