Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Review: The Night of s01e01 – “The Beach”

Richard Price é o roteirista responsável por O Preço de um Resgate (1996) e Crimes Ocultos (2015). Duas obras tensas, bem escritas com seus personagens em situações de limite, e que sugam o público para dentro da ação. Nós sentimos a dor e medo daqueles que estão em cena. Na estreia da mini-série The Night of, Price não decepciona e cria um dos grandes momentos da televisão em 2016.

Um jovem, Naz, pega o táxi do seu pai emprestado para ir até uma festa. No meio do caminho, ele recebe uma passageira e eles acabam se envolvendo. Depois de muitas dorgas, alegria sem roupa e brincadeiras esquisitas com facas, ele acorda na cozinha (e com a fucking porta da geladeira aberta) e descobre que alguém matou a garota. Ele tenta fugir, mas acaba tendo o azar de cruzar com uma viatura da polícia e é levado para a delegacia por dirigir bêbado. Ao mesmo tempo em que os policiais recebem o chamado para um assassinato…

Interpretado por Riz Ahmed, o protagonista é um típico jovem desajustado e inseguro. Seu único desejo era ir para uma festa, conhecer garotas e se divertir. Naz é um cara do bem e deu azar de pegar a passageira errada, uma jovem provavelmente envolvida com alguma organização criminosa e que sabia que corria risco de vida se ficasse sozinha. Naz foi uma presa fácil. Diante uma jovem linda, ele consumiu drogas e se aventurou para não perder a sua “grande” chance. A ingenuidade do personagem é cativante, o que já garante o envolvimento do telespectador imediatamente.

- Advertisement -

A direção de Steven Zaillian, mais conhecido pelo seu Oscar de Roteiro em A Lista de Schindler e as indicações por Gangues de Nova York e Moneyball, conquista o público rapidamente por todo o cuidado em mover a narrativa lentamente, de uma forma angustiante em que o telespectador fica apreensivo por ter todas as informações que os outros personagens não possuem. Toda a sequência dentro da delegacia é eletrizante. Nós torcemos pelo protagonista escapar e lamentamos quando a policial descobre a faca do crime na sua jaqueta. Uma construção excelente, que começou logo no começo do episódio e foi lentamente se desenvolvendo.

Pelo teor do piloto, imagino que The Night of abordará questões interessantes para causar reflexão no seu público. De cara fica explícito o problema racial (Naz é chamado de “Mustafá” e ouve piadas sobre explosões) num período delicado em que muitos confrontos estão acontecendo nos EUA. Parte destes conflitos acontece justamente pelos preconceitos e incompetência dos agentes de segurança. A série não poupa o despreparo desses homens e mulheres ao mostrar claramente como os agentes batem cabeça e não assumem responsabilidades. Chega a ser risível, claro, mas é assustador saber que como esses personagens da ficção existem milhares por aí na vida real.

Serão apenas oito episódios para acompanharmos o desenvolvimento desse misterioso crime e durante essas próximas seis semanas, vocês terão textos de todos os episódios aqui no Cinema de Buteco. Espero que alguém esteja acompanhando essa série…

Comentários