Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Ouça as músicas que tocam no episódio s07e03 “The Cell”, de The Walking Dead

THE WALKING DEAD RARAMENTE COSTUMA DEDICAR ATENÇÃO PARA A SUA TRILHA SONORA, mas essa semana no episódio s07e03 – “The Cell” foi um pouco diferente. Enquanto o telespectador era apresentado para os dramas e conflitos existenciais de Dwight (Austin Amelio), o cara responsável por ser a verdadeira pedra no sapato de Daryl na temporada passada, também teve o espaço para ouvir um pouco de música. Existem três faixas e duas delas possuem valor para o desenvolvimento da narrativa. Ouça logo abaixo:

“Town Called Malice

Logo nos minutos iniciais de “The Cell” temos um monte de cenas mostrando Dwight preparando o sanduíche de Daryl e alguns pequenos detalhes que nos fazem imaginar como é a vida no Santuário. Uma pena que a comunidade de Negan não foi completamente revelada para o público ainda.

- Advertisement -

“Easy Street””

Dwight usa táticas de guerra para deixar o refém Daryl meio pirado e sem noção nenhuma do tempo. “Easy Street” toca, sem brincadeira, umas duzentas vezes em todo o episódio. É meio que uma demonstração do quanto os telespectadores amam Daryl: nós até aceitamos sofrer junto com ele aprendendo coisas como a vida é uma dádiva para quem está numa boa.

“Crying”

Meu momento musical favorito de “The Cell” é com a voz de Roy Orbinson na clássica “Crying”, que aparece na cena em que Daryl é apontado como culpado pela morte de Glenn e é presenteado com uma imagem do amigo morto. Nem o nosso caipira favorito conseguiu segurar a emoção e fez jus ao nome da música ao cair no choro de tristeza. Ouvindo do lado de fora do quartinho em que Daryl é mantido aprisionado, Dwight está em silêncio refletindo também sobre sua própria vida e as escolhas que fez para chegar até aquele momento.


Aproveite para ler o review completo do episódio “The Cell”.

Comentários