Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Review: The Walking Dead s07e06 – “Swear”

VOU JOGAR LIMPO COM VOCÊ: eu não tinha a menor ideia do paradeiro de Tara (Alanna Masterson) ou que ela havia saído para buscar suprimentos com Heath (Corey Hawkins) após o ataque aos Salvadores. Pra mim, a série simplesmente estava ignorando a personagem, cuja intérprete ficou grávida durante as filmagens do sexto ano e os produtores tiveram que dar um “jeito” em sua personagem.

Em S07E06 – “Swear” descobrimos que Tara e Heath estão buscando alimentos nos confins do mundo, aparentemente. Totalmente alheios ao que aconteceu em Alexandria, a dupla surge num papo cabeça sobre o fim da humanidade. O episódio também introduz uma nova comunidade formada apenas por mulheres.

Com uma narrativa dividida entre passado e presente, o tom do episódio pode desagradar aquelas pessoas interessadas em ver muita ação frenética. No entanto, ver Tara recebendo uma atenção especial nessa temporada pode ser algo que funcione a favor de “Swear”. Ajuda muito descobrirmos uma nova comunidade formada por mulheres com armas pra todos os lados e todo o clima de suspense que domina os minutos iniciais de “Swear”.

- Advertisement -

Confesso que até o momento em que a personagem diz ter uma namorada e que estava ansiosa para reencontrá-la, eu estava chocado com a possibilidade do roteiro não explorar o impacto da morte de Denise na vida de Tara. Existe um momento particularmente pesado, que é quando Tara acha um brinquedo de um médico, mas é uma pena que os momentos dramáticos não tenham recebido atenção o suficiente para emocionarem o público. A volta para Alexandria acaba sendo feita de um jeito simples e quase sem importância, se comparado com o que poderia ser. Ao preferirem mostrar apenas imagens para retratar a dor, os produtores perderam a chance de realmente tentar convencer os telespectadores de que Tara terá espaço no futuro.

Uma das principais funções de “Swear”, além de apresentar essa nova comunidade fortemente armada, é nortear o telespectador em relação ao tempo decorrido desde a saída de Tara e Heath, morte de Glenn e Abraham, e os eventos atuais. É curioso notar como tanta coisa acontece em tão pouco tempo. Nossa impressão é de uma passagem de tempo maior, mas é justamente ao contrário. Por isso é uma pena que a questão da morte de Denise na vida de Tara não tenha recebido tanta atenção…

Aliás, o nome do episódio faz todo o sentido no final, quando Tara mantém a sua promessa de não revelar o segredo da comunidade das tias lá. Isso mostra todo o caráter da mocinha, que mesmo sofrendo, prefere guardar segredo – pelo menos por enquanto.

Gostei do episódio e agora aguardo os dois últimos dessa primeira metade do sétimo ano. Terça-feira tem transmissão ao vivo no canal do Walking Dead Brasil no Facebook e no dia seguinte tem Walking Cast no ar.

Comentários