Review: The Walking Dead s07e12 – “Say Yes”

“Say Yes” é o episódio de The Walking Dead que presta uma ligeira homenagem ao filme de comédia Zumbilândia, de 2009. Além de boa parte da história se passar num parquinho de diversões bem mequetrefe, existe um alto teor de humor presente na dinâmica do casal Richone.

Concentrado quase que inteiramente nas aventuras de Rick e Michone em busca de armas e mantimentos, “Say Yes” reserva espaço para Rosita continuar com seus chiliques e Tara entrar em um grande dilema sobre revelar ou não a existência de Oceanside.

Longe dos muros de Alexandria e com a importante missão de buscar armas para a turma da rainha da sucata, Rick e Michone aproveitam bem demais o tempo livre sem a intromissão dos amigos sobreviventes. Quando não estão matando ou limpando casas, o casal tira a roupa e se pega loucamente. O que serve para disfarçar a inquietação de Rick, que passa as noites sem dormir porque pensa ainda na morte de Glenn. Por isso a sua insistência em buscar armas.

Há uma pequena referência a O Senhor dos Anéis quando Rick e Michone começam a disputar quem elimina mais Walkers, do mesmo jeito que Legolas e Gimli faziam enquanto detonavam orcs e uruk hai. Podemos relembrar o “gato” roubado semana retrasada e uma nova dívida de Rick: eles encontram um cervo no meio do mato, pouco antes de encontrarem o parque cheio de zumbis militares fortemente armados. É curioso que o amor de Rick quase causou a sua morte, já que ele se descuida ao avistar o cervo novamente. Quando dizem que o amor pode matar, não é brincadeira.

É engraçada também a sequência em que Tara tem o maior papo cabeça com a pequena Judith. A mocinha está num tremendo dilema sobre contar ou não de Oceanside, já que isso significaria a chance de um verdadeiro massacre e conflito entre as duas comunidades. Por fim, ela decide chamar o Rick num canto e compartilhar informação.

No finalzinho, Rosita, que recebe um “senhor esporro do bem” do padre Biel e encara uma zumbi mega nojenta em sua busca por armas, visita Hilltop para um convite kamikaze para Sasha. As duas demonstram uma forte conexão por compartilharem o mesmo desejo de vingança, além de discordarem do planejamento de Rick para um grande confronto organizado. Tudo indica que o sétimo ano se encerrará com grandes emoções e novas perdas marcantes para o público.

“Say Yes” é mais um belo episódio desta sétima temporada e daquele tipo de momento em que os fãs sedentos por ação acabam sem ter o que reclamar da calmaria e aprofundamento da narrativa através do desenvolvimento dos personagens.

Faltam apenas 4 episódios agora.

review the walking dead s07e12

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.