Cinema por quem entende mais de mesa de bar
Navegação na tag

Cinema Europeu

A Centopeia Humana

DURANTE OS DOIS ÚLTIMOS ANOS, muito foi comentado à respeito de A Centopeia Humana. Confesso que não tive a menor vontade ou curiosidade para assistir até que li sobre a sequência. Para quem não sabe, a produção foi banida do circuito…

Zumbis na Neve

Enquanto assistia Zumbis na Neve, longa-metragem norueguês do diretor Tommy Wirkola, pensava em como ninguém nunca teve a ideia genial de misturar zumbis com nazistas. Seria algo realmente inusitado e que renderia um daqueles clássicos…

O Refúgio

É típico de François Ozon retratar personagens em situação de fuga temporária de si mesmos quando colocados frente a situações que lhes exigem uma postura que só vai aparecer depois de um certo engrandecimento espiritual ou uma experiência…

Irreversível

A minha querida Bells do site Muse Brasil disse que Irreversível era o filme mais nojento que ela já assistiu na vida. Outras pessoas fizeram coro e pensei que se tratava de alguma produção realmente perturbadora. Até então ainda…

Martyrs (2008)

Quem acompanha sempre os últimos lançamentos de filmes de terror, já deve saber que Espanha e França são dois países responsáveis pelos trabalhos mais interessantes dos últimos tempos. Foi direto da Espanha que REC surgiu, ganhou fama e até…

Alta Tensão (Haute Tension)

Ah, o cinema europeu! Ahhh, o cinema de terror splatter da França!!! Tudo bem que A Fronteira foi decepcionante, mas sempre preferi o terror europeu ao oriental (não dá para comparar com os norteamericanos, né? dá para contar nos dedos os…

O Silêncio do Lago

Tenho o costume de preferir um bom filme de suspense/terror francês a qualquer produção do gênero que venha de Hollywood. Os filmes europeus tem a tendência de serem menos imbecis, o apelo comercial não é mais importante que a história, e…

Biblioteca Pascal @festivaldorio

Um belo filme sobre uma triste história.Essa foi a forma como defini rapidamente esse filme ao sair da sala 2 do Espaço de Cinema no dia 27/08 no Festival do Rio. Não foi o primeiro filme que vi nesse festival mas foi o primeiro que me fez…