Cannes 2017: Previsões

 

O Festival de Cannes começa em 17 de maio, mas esta semana o buzz se intensifica com o anúncio da seleção oficial no dia 13. Uma série de filmes está sendo especulada para o evento, um dos principais do ano antes da temporada de premiações, e nós preparamos uma lista com esses títulos!

Espera-se cerca de 20 longas na competição pela Palma de Ouro, sem contar a produção de abertura e encerramento (ainda não foram anunciadas) e os selecionados Fora de Competição. Dunquerque, Blade Runner, Valerian e a Cidade dos Mil Planetas e Mektoub is Mektoub ficaram de fora das previsões porque já foram descartados pela imprensa ou os próprios diretores o informaram.

Confira a seguir nossos palpites, que não incluem a seção Um Certo Olhar. Quem vai ser selecionado?

 

Le Fidèle, de Michael Roskam (A Entrega, Bullhead)

Redoutable, de Michel Hazanavicius (O Artista)

Okja, de Joon-ho Bong (O Expresso do Amanhã, Tokyo!)

Les fantômes d’Ismaël, de Arnaud Desplechin (Três Lembranças da minha Juventude, Um Conto de Natal, Reis e Rainha)

The Killing of a Sacred Deer, de Yorgos Lanthimos (O Lagosta)

The Beguiled, de Sofia Coppola (The Bling Ring, Encontros e Desencontros)

A Radiance (Hikari), de Naomi Kawase (O Segredo das Águas, Floresta dos Lamentos, Susaku)

The Third Murder, de Hirokazu Kore-eda (Nossa Irmã mais Nova, Pais e Filhos)

Before We Vanish, de Kiyoshi Kurosawa (Sonata de Tóquio)

La caméra de Claire, de Hong Sang-soo (A Visitante Francesa, O Dia em que ele Chegar)

Wonderstruck, de Todd Haynes (Carol, Velvet Goldmine)

Euphoria, de Lisa Langseth (Hotel Terapêutico)

Logan Loucky, de Steven Soderbergh (Minha Vida com Liberace, Terapia de Risco, Contágio, Traffic)

Zama, de Lucrecia Martel (A Mulher sem Cabeça, A Menina Santa)

Las Hijas de Abril, de Michel Franco (Chronic, Depois de Lúcia)

L’Atélier, de Laurent Cantet (Entre os Muros da Escola)

Les Gardiennes, de Xavier Beauvois (Homens e Deuses)

Rodin, de Jacques Doillon (Raja, La Drôlesse)

Mon Garçon, de Christian Carion (Feliz Natal)

Happy End, de Michael Haneke (Amor, A Fita Branca, Caché, A Professora de Piano)

Fleuve noir, de Érick Zonca (A Vida Sonhada dos Anjos, Éternelles)

Nos Années Folles, de André Téchiné (Os Ladrões, Rendez-Vous)

How to Talk to Girls, de John Cameron Mitchell (Reencontrando a Felicidade)

War Machine, de David Michôd (The Rover)

Telma, de Joachim Trier (Mais Forte que Bombas, Oslo, 31 de Agosto)

 

Daniela Pacheco

Fascinada por cinema desde pequena. Ídolos? River Phoenix, Audrey Hepburn, Wagner Moura e Marion Cotillard.