Conheça curiosidades sobre três romances do século 21

Diário de Uma Paixão, Como Eu Era Antes de Você e La La Land. Além de estarem entre os principais romances de sucesso dos últimos 15 anos, os três filmes escolhidos pelo público da campanha de Dia dos Namorados do BH Shopping, têm alguns outros pontos em comum: dois deles contam com Ryan Gosling no elenco e dois são adaptações de sucessos literários.

Saiba mais curiosidades sobre os três longas.

Diário de Uma Paixão (The Notebook, 2004)

O filme foi um sucesso de bilheteria, arrecadando mais de US$ 100 milhões pelo mundo, e é adaptação do livro de Nicholas Sparks, cujas histórias também renderam os filmes “Querido John” e “Um Amor Para Recordar”. A trama acompanha um idoso que narra a história de amor entre Noah e Allie para uma senhora do asilo onde vive, tendo como ponto de partida um diário.

Para viver Noah, o diretor Nick Cassavetes sempre teve em mente Ryan Gosling que já era bastante conhecido até então. O ator se preparou para o papel se mudando por dois meses para uma pequena cidade e aprendendo a fazer móveis. Uma das mesas de cozinha dos cenários, inclusive, foi feita por Gosling.

Já para encarnar Allie, várias atrizes foram testadas até que Rachel McAdams, que viria a conquistar sucesso com Meninas Malvadas logo em seguida, foi escolhida. A dupla de atores nasceu no mesmo hospital no Canadá, mas as afinidades, no início, acabaram aí. Eles não se entenderam bem nos primeiros dias de produção e Gosling solicitou que McAdams fosse substituída.

Era importante ter uma química intensa entre os dois, já que o filme contava com uma cena mais explícita (que teve que ser cortada devido a classificação indicativa). Então, o diretor juntou a dupla em uma sala para “discutirem a relação”. A estratégia deu tão certo que o casal, que ganhou o MTV Movie Awards de melhor beijo no ano seguinte, também rendeu na vida real: Gosling e McAdams viveram um relacionamento de 2005 a 2008.

Outra curiosidade é que a senhora no asilo para quem a história é narrada é interpretada por Gena Rowlands, mãe do diretor Nick Cassavetes. As fotos utilizadas para retratar a juventude da personagem são imagens reais de Gena com seu falecido marido, o lendário ator e diretor John Cassavetes, pai de Nick.

Veja também: 10 casais que marcaram o cinema

Como Eu Era Antes de Você (Me Before You, 2016)

O longa narra a história de Louisa Clark, uma jovem cheia de vida e de origem modesta que, após perder o emprego, vai trabalhar como cuidadora do rico e bem sucedido Will, que perde sua esperança em viver após um acidente o deixar tetraplégico.

Também uma adaptação, o filme é baseado no livro homônimo de Jojo Moyes, que foi do 141º para o 3º lugar na lista de mais vendidos nos EUA na semana seguinte à divulgação do trailer da adaptação.

A autora é um grande sucesso no romance literário, com mais de 14 obras escritas, mas esta é a primeira a ser adaptada para o cinema. Foi a própria Moyes que escreveu o roteiro adaptado.

Quem também faz sua estreia no cinema é a diretora Thea Sharrock, que até então tinha uma grande carreira no teatro e havia dirigido alguns episódios de séries britânicas. Assim como Thea e Jojo, o elenco é todo britânico, incluindo os protagonistas Emilia Clarke e Sam Clafin, que nasceram no mesmo ano (1986).

Aproveite para conferir a nossa playlist com as músicas que embalaram os grandes casais do cinema! 

Emilia já havia recusado o papel de uma jovem que se apaixona por um milionário antes de aceitar esse: ela havia sido cotada para interpretar Anastasia, de 50 Tons de Cinza, mas recusou para dar vida à icônica Sarah Connor em O Exterminador do Futuro: Gênesis.

A jovem atriz é mais conhecida por interpretar a Daenerys, de Game of Thrones, que também contou com Charles Dance no elenco, ator que vive o pai de Will no filme. Já Sam Clafin despontou para o estrelato ao encarnar o jovem Finnick Odair na franquia Jogos Vorazes.

La La Land (2016)

Muita gente vai se lembrar de La La Land como o musical que ganhou Oscar de Melhor Filme por menos de 5 minutos, até o erro ser consertado e as estatuetas irem para as mãos dos produtores de Moonlight.

Mas a verdade é que a produção escrita e dirigida por Damien Chazelle (Whiplash) bateu muitos recordes em premiações nesse ano, sendo o único filme a vencer todos os 7 Globos de Ouro pelos quais foi indicado. O longa também levou 6 das 14 estatuetas pelas quais foi indicado ao Oscar, incluindo Melhor Atriz, para Emma Stone, e Melhor Diretor, tornando Chazelle o mais jovem a vencer na categoria.

O filme acompanha a aspirante a atriz Mia (Emma Stone) e o músico Sebastian (Ryan Gosling), ambos perseguindo seus sonhos de viver através de sua arte em Los Angeles.

A ideia para fazer o filme surgiu em 2010, em Harvard, quando os estudantes Damien Chazelle e seu colega Justin Hurwitz (que compôs a trilha-sonora de La La Land) conceberam o projeto como uma homenagem aos grandes musicais clássicos, especialmente o francês Os Guarda-Chuvas do Amor, de 1964, grande inspiração para o diretor.

No entanto, a dupla não conseguiu o orçamento necessário para a produção Chazelle então partiu para a direção de Whiplash: Em Busca da Fama, cujo sucesso nas premiações o ajudou a levantar US$ 30 milhões para a produção.

Mesmo com o orçamento, devido a filmagem em película, o diretor teve que ser muito meticuloso nas filmagens. A clássica cena de Sebastian e Mia dançando ao pôr-do-sol tinha uma janela de apenas 30 minutos de filmagem para aproveitar a luz natural.

Já o espetacular número musical que abre o filme, Another Day of Sun, envolveu 30 bailarinos dançando sob o sol de mais de 40ºC, depois de meses de ensaio em um estacionamento, filmados em um IPhone.

A dupla de atores Emma Stone e Ryan Gosling, que já haviam trabalhados juntos outras duas vezes (em Amor a Toda Prova e Caça aos Gangsteres), também teve que se dedicar muito.

Ryan Gosling não sabia tocar piano antes de ser escalado para o papel e treinou horas por várias semanas até não precisar mais de dublê para as cenas em que toca. O ator pode improvisar algumas falas do filme e complementar o roteiro com acontecimentos da sua vida, como a cena em que o teste de Mia é interrompido para o produtor atender o celular.

Emma Stone tem muito em comum com sua personagem, já que ambas trabalharam em diversos empregos antes de despontar como atriz em Los Angeles. A atriz também teve liberdade para criar durante as filmagens. A canção Audition, por exemplo, foi gravada ao vivo, com Stone sendo acompanhada por um piano através de um ponto em seu ouvido, para que pudesse dar o seu ritmo para a música.

Cine Drive-In: Um marco na história americana

Ainda neste mês, os clientes que participaram da campanha de Namorados do BH Shopping poderão assistir a estes filmes num Cine Drive-In montado no estacionamento do shopping.

 

Larissa Padron

Larissa Padron é jornalista pela UFMG e apaixonada por cinema desde pequenininha (o que ela ainda é). Nas horas vagas dança sem música na cozinha, treina o discurso para o Oscar com o shampoo e coloca uns vídeo no Youtube.