Grandes Esperanças, de Dickens, ganhará versão com insetos gigantes

Depois de Orgulho e Preconceito e Zumbis, mais um clássico da literatura voltará às telonas em uma versão pouco ortodoxa: agora é a vez de Grandes Esperanças, de Charles Dickens, que vai virar um blockbuster com insetos gigantes.

A história do órfão Pip já foi adaptada diversas vezes para o cinema, mas este será o primeiro filme a incorporar monstros à trama. “A inclusão dos insetos não apenas servirá como metáfora para a difícil jornada do protagonista, como proporcionará cenas de ação de tirar o fôlego”, diz o anúncio oficial do projeto.

A direção ficará por conta de Paul Verhoeven, que já comandou atrópodes monstruosos em Tropas Estelares. “Teremos grilos, gafanhotos e louva-a-deus, mas as estrelas serão mesmo as esperanças”, disse Verhoeven em entrevista à Fox News. “A barata tem fama de ser o inseto mais resistente, mas as esperanças são as últimas que morrem.”

Se a produção, que tem estreia marcada para 1 de abril de 2020, for bem-sucedida, o estúdio já tem na manga outras adaptações com insetos, incluindo A Paixão de Joaninha D’Arc, Um Conto de Duas Cigarras e Memórias Póstumas de Brás Pulgas. “Não queremos comer mosca”, declarou o produtor executivo.

Redação do Buteco

Cinema por quem entende mais de mesa de bar.