Stephen King volta a falar mal da adaptação de O Iluminado

Stephen King e O Iluminado

Stephen King tem uma tremenda dor de cotovelo quando se fala de Stanley Kubrick. Em praticamente toda oportunidade que tem, o escritor demonstra a sua insatisfação em relação ao resultado da adaptação de O Iluminado para os cinemas.

Em uma entrevista antiga para o Deadline, o escritor disse: “Acho que O Iluminado é um belo filme e como eu disse antes, é como se fosse um grande Cadillac sem um motor dentro. Sob esse ponto de vista, quando o filme foi lançado muitas críticas foram desfavoráveis e eu fui uma dessas pessoas que não aprovou o resultado. Fiquei de boca fechada durante um tempo, mas não liguei muito para a adaptação.”

LEIA TAMBÉM: Filmes inspirados nos livros de Stephen King

Para King, o personagem Jack Torrance é mal explorado e não possui um arco na história. “Torrance aparece no escritório do hotel e de repente fica doidão como quem come cocô de morcego. Tudo que ele faz é ficar maluco. No livro, ele luta pela sua sanidade até finalmente perde-la. Isso é uma tragédia. Já no filme, não há tragédia porque não existe uma mudança real. Outra diferença entre as duas versões é que o hotel explode no original, enquanto ele fica congelado no filme. Enfim. Eu cheguei a me encontrar com Stanley Kubrick e não há dúvida sobre o quanto ele era genial. Ele fez filmes que significaram muito para mim. Mas ele era um homem muito insular.

King aproveitou para declarar amor aos cineastas Lars Von Trier (“acho que ele é um dos diretores mais sensacionais da atualidade”) e Ben Affleck (que já esteve cotado para adaptar The Stand). King também revelou que Um Sonho de Liberdade e Conta Comigo são as suas adaptações favoritas.

Cheio de mimimi esse cara, hein?

Redação do Buteco

Cinema por quem entende mais de mesa de bar.