Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Teatro: Suassuna – O Auto do Reino do Sol

Espetáculo musical de A Barca dos Corações Partidos faz nova temporada em São Paulo

Suassuna – O Auto do Reino do Sol é provavelmente a melhor coisa em cartaz em São Paulo hoje. Chamo de coisa porque o você assiste quando vai ao teatro não é uma peça, muito menos um musical. É a soma das duas coisas, com uma terceira, quarta, quinta…

Suassuna O Auto do Reino do Sol – Fotografia Annelize Tozetto

 

A Barca dos Corações Partidos – Cia Brasileira de Movimento e Som já é uma velha conhecida dos palcos. A galera se juntou em Gonzagão – A Lenda e trabalhou junta nos espetáculos Auê e A Ópera do Malandro, levando uma porrada de prêmios e viajando o Brasil todo. Em Suassuna, convidam dois músicos e uma atriz para novamente arrebatarem troféus juntamente com os corações de todo mundo que vai os assistir.

- Advertisement -

Em uma homenagem ao professor, dramaturgo, romancista, poeta e ensaísta Ariano Suassuna, a Barca é dirigida por Luiz Carlos Vasconcelos no texto de Braulio Tavares e nas músicas de Chico César, Beto Lemos e Alfredo Del Penho para juntos alcançarem o universo criado pelo autor. O grupo se baseia não apenas em suas obras, mas em todo material disponível acerca de Suassuna, falecido em 2014, para contar uma história do jeito que Suassuna fazia: com simplicidade e emoção.

Um casal de jovens apaixonados precisa fugir as pressas da casa de suas famílias, inimigas mortais em pé de guerra, depois que Lucas mata dois capangas que vigiam Iracema, sua amada. Na fuga, juntam-se à uma trupe de Circo Teatro que segue rumo à Taperoá, na Paraíba. No caminho, deparam-se com retirantes e com jagunços do Major, tio de Iracema.

Em cena vemos os atores, que também são os músicos (ou o contrário), dando perfeita conta de nos contar a história proposta em uma inacreditável riqueza de detalhes numa simplicidade de encher os olhos. Não há espaço para quebra de ilusão e, da primeira luz até o pano final, ficamos absolutamente imersos na narrativa que cada personagem carrega pro palco. Característica conhecida da cia, todos estão em comunhão e uníssona sintonia. Destaque honroso para Ádren Alves que invoca na velha Eufrásia uma áurea poderosa, digna de prender a respiração da plateia.

Ádren Alves como Eufrásia em Suassuna O Auto do Reino do Sol – Fotografia Annelize Tozetto

 

Os figurinos impecáveis de Kika Lopes e Heloisa Stockler são obras de fina arte e compõe com imponente presença os cenários de Sérgio Marimba. Os cenários são simples. Apesar de cumprir muito bem seu papel, a cenografia seja talvez o único elemento que não conquista. Renato Machado é quem desenha a iluminação que ajuda a compor a ambientação.

O espetáculo estreou em 2017 no Rio de Janeiro e já cumpriu temporadas em São Paulo e apresentações em várias cidades, mas faz uma nova curta temporada no Teatro Porto Seguro. É imperdoável não assistir!


SERVIÇO

Até 9 de Setembro de 2018

Sextas e Sábados às 21hs

Domingos às 19hs

Classificação: 14 anos

Duração: 120 minutos

Local: Teatro Porto Seguro (Alameda Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo)

 

INGRESSOS

Platéia: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia-entrada)

Balcão e Frisas: R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia-entrada)

Comentários