Cinema por quem entende mais de mesa de bar

A Identidade da Supremacia do Ultimato Bourne – O Legado

Trilogia Bourne Posters Quando ouvi falar do filme A Identidade Bourne admito que fiquei muito curioso pra assistir. Um agente secreto que perde a memória e sai fugindo de todos e caçando muitos outros até lembrar de quem é e tal. Mas acabei largando de mão não sei porque. Eu até curto filmes de ação e a proposta do filme era válida, mas realmente passou batido. Então veio A Supremacia Bourne e eu pensei “Wow! Rendeu até um 2!”, mas ficou nisso e também não assisti. Aí fizeram O Ultimato Bourne e eu descobri que havia um livro, mas também não vi. Então, eis que anunciam um 4º filme com um outro ator (bem comum isso), e eu pego a trilogia original para assistir toda de uma vez. Identidade Bourne - Franka Potente - Marie Helena A Identidade Bourne é de longe o mais fraco da trilogia. Não é ruim, é um bom filme de ação e bem amarrado. Mas infelizmente ele dá aquela sensação arrastada. Todo o lance da perda de memória e não lembrar de onde veio e pra onde vai tem uma hora que cansa. Uma pena ver bons atores sendo totalmente desperdiçados como o Clive Owen, coitado. Mal fala três frases no filme e morre. Idem pra Julia Stiles que possui um papel deveras importante e mal aparece. Destaque para Franka Potente que consegue se sobressair lindamente no filme, mesmo mudando tanto o visual do cabelo no filme! Anyway, apesar de estar muito sem graça, Matt Damon mostra a que veio e não deixa a desejar. Salva de palmas para as cenas clichês de perseguição. Isso viria a se tornar marca registrada da trilogia. Identidade Bourne - Julia Stiles - Nicky Parsons Três anos depois, Damon volta pra telona no papel de Jason Bourne em A Supremacia Bourne, e já aviso logo: me emputeci quando mataram a Franka nos 10min iniciais do filme! É spoiler sim, mas vocês superam. Mesma fórmula do anterior, porém a trama é bem mais amarrada e aquele feeling de enrolação não existe. Bourne descobre mais sobre a Treadstone e sobre seu passado, como tudo começou e tal, mas é claro que nunca é o suficiente! O filme acaba com aquela sensação de “quero mais” e, obviamente, há muito mais por trás do passado de Bourne. Mais uma vez, palmas para as cenas de ação! Bem produzidas e porque não emocionantes?! Literalmente de tirar o fôlego. Destaque também para atriz Joan Allen como a oficial da CIA Pamela Landy! Supremacia Bourne - Pamela Landy - Joan AllenEntão, chega aos cinemas O Ultimato Bourne. Se saindo praticamente como continuação direta do seu antecessor. Todo mundo volta aos seus respectivos papéis e aqui temos o que podemos chamar de derradeiro fim. Bourne finalmente se lembra de seu passado e, obviamente, passa por maus bocados com muita perseguição e ação. Assistindo essa trilogia, lembrei bastante do primeiro Missão Impossível, talvez pela dinâmica dos filmes e tal. De qualquer forma, o filme tem um excelente desfecho e fica aquela sensação de MISSÃO CUMPRIDA. Arrisco a dizer que o terceiro é o melhor filme da saga, sempre ressaltando o que havia de melhor nessa história. Mas resolveram seguir os livros, e assim anunciaram O Legado Bourne. Ainda não assisti (leia a nossa crítica aqui), mas só em descobrir que se desviaram do livro, já me desanimou. Quem já leu meus posts, sabe que eu adoro um belo comparativo livro-filme e, de cara retirar um personagem principal me deixou com os dois pés atrás. De qualquer modo, resta saber se vão continuar as adaptações ou se vão parar por aí nos contos de Jason Bourne.

Comentários