Como foi que eu conheci Harry Potter

capa-original-brasileira-harry-potter-pedra-filosofalIsso aí é passageiro“, eles disseram. Sabe como é. Na maioria das vezes um lance é só um lance, mas existem casos em que o desejo consumista é superado por um amor genuíno. Foi mais ou menos assim que J.K. Rowling entrou em minha vida.

Era o ano 2000. A extinta revista Herói tinha acabado de retomar as suas atividades e havia uma reportagem sobre um certo livro sobre bruxaria e eterna luta do bem contra o mal. Na época, confesso, já tinha algum tempo que não tinha nenhum livro para ler depois de ter esgotado a coleção Vagalume. Harry Potter parecia uma opção razoável para tentar recuperar o amor pelos livros.

Então pedi o livro de presente. A minha edição é daquelas com a tipografia original, sabe? Comecei a ler e devorei rapidamente. Para a minha alegria, o segundo volume já estava disponível também. Tive a chance de ler imediatamente logo dois volumes daquela que se tornou imediatamente minha obra literária favorita. Nessa mesma época eu começava a conhecer e a me aventurar na internet. Encontrei um site chamado Harry Potter Best Page, que ficava hospedado no lendário HPG (quem é roots da internet brasileira sabe do que estou falando) e lá encontrei um grupo de adolescentes do país inteiro que dividiam esse mesmo interesse.

Foi a minha primeira tribo digital. Harry Potter começou como uma experiência solitária que é ler um livro e inesperadamente criou uma verdadeira família online. Juntos, nós todos corremos para as livrarias naquele começo de dezembro para comprar O Prisioneiro de Azkaban e podermos conversar logo sobre o livro. Desde moleque com essa vontade de analisar e discutir as coisas consumidas.

Um ano depois era a vez de me aventurar nos cinemas acompanhado de novos amigos – que só conheceram Harry Potter depois dos meus exemplares rodarem a sala inteira – e ficar maravilhado com a primeira adaptação cinematográfica daquela obra que serviu como porta de entrada para um grande universo de cultura nerd, que logo passou para O Senhor dos Anéis, dentre outras grandes produções.

capa_harry_potter_pedra_filosofal
(Essa edição nova que saiu no Brasil é de cair o cu das calças e ainda não tenho ela na minha coleção!!!)

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.